Produtividade nos estudos: 8 dicas para se preparar melhor

por | abr 5, 2022 | Sem categoria | 0 Comentários

Quem é estudante, ou está se preparando para uma prova, sabe como é desafiador manter o foco nos estudos e como organizar o tempo para conciliar essa tarefa com as demais atividades do dia. Mas o que muitos estudantes e concurseiros não sabem, é o seguinte: é totalmente normal perder o foco e não se sentir produtivo. Não há nada de errado nisso. O aproveitamento do tempo pode ser uma tarefa ainda mais fácil do que imagina. Neste texto, vamos discutir como aproveitar o tempo para estudar mais e melhor; como elevar a qualidade da sua gestão de tempo nos estudos; e 8 dicas para manter a produtividade nos estudos sempre em alta. Ficou curioso? Confira as dicas e bons estudos!

Como aproveitar o tempo para estudar

Tempo é uma coisa que, quando perdemos, sentimos que não conseguimos recuperar facilmente. Esse sentimento pode gerar culpa, ansiedade e sensação de autossabotamento. Mas é a partir do tempo investido que construímos o nosso conhecimento. É completamente impossível aprender um determinado assunto em questão de minutos, do mesmo jeito que é difícil ganhar tempo para se aprofundar nele.

Aproveitar o tempo para estudar demanda algumas coisas como: primeiro, não se culpar caso não o consiga de imediato; segundo, você é quem organiza o seu próprio tempo, de acordo com as suas necessidades; terceiro, só você sabe o seu nível de produtividade quando o assunto for “estudos + descanso + vida social + outras atividades”. Portanto, não permita que outra pessoa defina a sua gestão de tempo.

Como dizia Renato Russo na canção Tempo Perdido: “temos nosso próprio tempo”. Ou seja, ele é nosso e de mais ninguém. Afinal, não vai ser uma terceira pessoa que fará a sua prova quando ela chegar. E, estamos cansados de saber, descanso e lazer também são fundamentais para o processo de aprendizado.

Pode parecer difícil na teoria, mas, na prática, as coisas funcionam um pouco diferente. Para aproveitar o tempo, primeiro você precisa ser “amigo do tempo” e não ansioso. Estabeleça um limite de começo e fim para essa tarefa e aproveite os demais momentos descansando e assistindo a um filme.

Segundo os cientistas, descansar a mente ou praticar relaxamento, ajuda a fortalecer a memória de eventos recentes. Isso ajuda a fixar aquela leitura, fórmula, conceito ou expressão. E mais do que isso, o descanso da mente ajuda o seu fortalecimento para atividades futuras, te prepara para aproveitar ao máximo o aprendizado da próxima tarefa.

Resumindo, para aproveitar o seu tempo de estudo e para construí-lo a partir do zero, a dica primordial é: faça isso com a mente descansada e não quando estiver se sentindo ansioso e pressionado. Se tentar encontrar esse “tempo perdido” quando estiver preocupado ou irritado, você vai se autossabotar, achando que precisa de mais de 24h de estudos em um dia, o que é totalmente impossível.

Eleva a qualidade da sua produtividade nos estudos

Já entendemos que, para construir um quadro de horários para os estudos, precisamos sempre lembrar que o tempo é algo totalmente recuperável. A próxima tarefa é fazer com que o tempo destinado para os estudos faça a diferença, ou melhor, que valha cada segundo.

Para elevar a qualidade da sua produtividade nos estudos, você precisa considerar duas coisas: autocuidado e definir com bastante antecedência o tema ou matéria que precisa se dedicar. Por exemplo, se você está se preparando para um teste de inglês, saiba como distribuir esses estudos durante a semana, colocando-o em evidência e como prioridade, em relação aos outros temas e matérias.

Construir um quadro de horários é fundamental e veremos mais adiante como fazer, mas o que você precisa saber por agora é: não estude sem antes definir um cronograma. Quando você se programa para algo, você já está dizendo ao seu cérebro qual é a tarefa adequada para aquele dia e horário, logo você aproveita mais o tempo e gera mais qualidade na sua produtividade durante os estudos.

O autocuidado é para assegurar que você não vai se sabotar durante esse processo, o que é muito importante. E não estou falando (ainda) da influência do celular ou de qualquer outro dispositivo tecnológico e televisivo. Estou falando da sua própria mente. Para aproveitar cada segundo do seu tempo de estudo e transformá-lo em qualidade, você precisa ignorar os pensamentos intrusivos e sabotadores como: não vou conseguir; não entendo isso; jamais vou aprender.

A autossabotagem é um problema sério na vida de qualquer estudante e precisa de atenção. Ele pode parecer um “inimigo oculto”, mas afeta e muito sua qualidade de vida. Seja o protagonista da sua vida sempre. Conheça cada vez mais o seu propósito; e identifique suas metas e objetivos antes de construir um quadro de horário de estudos.

Não fique chateado ou chateada se não conseguir cumprir todos os dias de estudos. O sentimento de culpa pode afetar a qualidade do seu estudo futuro. Nunca esqueça, tempo é algo totalmente recuperável e não perdido. O inimigo número 1 da qualidade nos estudos é a procrastinação. Geralmente ela só aparece quando você já está se autossabotando.

A procrastinação é resultado de um processo natural de defesa ao se deparar com o sentimento de incapacidade. Às vezes esse sentimento aparece diante uma tarefa muito desafiadora, o que cobra mais foco e persistência. Mas saiba que ele é algo completamente irreal e desenvolvida apenas para você se manter dentro da sua zona de conforto.

No tópico a seguir, vamos discutir 8 dicas para combinar tempo e qualidade na hora dos estudos. Confira:

8 dicas para melhorar a produtividade nos estudos

1. Gestão de tempo

Agora que você já está ciente que o tempo é algo recuperável, chegou a hora de preparar uma boa gestão dele. Ter consciência de uma gestão de tempo te torna mais eficiente e organizado. A má gestão de tempo pode cansar as pessoas e acabar de vez com a qualidade produtiva.

Segundo uma pesquisa conduzida pelo Internacional Stress Management Association Brasil, cerca de 60% dos brasileiros dizem sofrer com a sobrecarga e, neste mesmo estudo, constatou-se que o povo brasileiro é um dos mais estressados do mundo. Esse estresse acontece com a falta de tempo e com a péssima qualidade de como ele é distribuído e organizado.

Gestão de tempo faz com que você consiga ser produtivo com qualidade, entender as necessidades do descanso e até que ponto você pode incluir os estudos nas tarefas do dia, como trabalho, atividade física, vida social entre outros. Essa gestão reúne várias técnicas que aprimoram as tarefas e as distribuem durante o dia, semana e mês, por exemplo.

Para começar uma gestão de tempo, você precisa fazer planejamentos. O que é planejado não sai caro. Estudar nos últimos segundos, completamente em cima da hora ou atropelando outras atividades, pode gerar o estresse que, acredite, queremos que você evite.

O planejamento aparece como uma estratégia para otimizar o seu tempo e é a primeira atitude a se tomar depois de entender que precisa de uma gestão de tempo clara, eficiente e saudável. Para construir a sua gestão combine: planejamento + metas + prazos.

Respeite as datas estabelecidas e quando aparecer um imprevisto, faça o possível para regular o planejamento. Não esqueça, imprevistos acontecem, portanto, não fique triste ou ansioso caso não consiga de primeira. Gestão de tempo é algo que construímos no nosso hábito e, como tudo o que começamos, pode ter suas falhas. Confie sempre em você.

2. Faça planejamentos

O planejamento existe para te mostrar até onde vai o seu limite. Ele está aí para te lembrar que você não pode e não precisa “abraçar o mundo”. Para construir um bom planejamento é importante que você conheça a sua capacidade enquanto estudante, e não apenas as demais tarefas do dia como dormir, se exercitar e outras.

Faça as seguintes perguntas: “quantas horas consigo me manter focado?”, “qual é o meu grau de dificuldade em determinada matéria?”, “quais prazos estão mais apertados e quais posso reorganizar?”, “como posso melhorar a minha distribuição para incluir uma nova tarefa?”.

Não construa um planejamento do zero sem antes fazer uma autoanálise do que você almeja de verdade e quais metas precisa cumprir.

3. Se desligue do mundo

Um desafio para o estudante de hoje é a capacidade de se desligar de um mundo profundamente conectado e digital. Mas isso é essencial para uma produtividade de qualidade nos estudos. As redes sociais podem distrair facilmente, ainda mais quando a tarefa é difícil e cansativa.

Neste caso, até uma mosca voando pode te tirar a atenção, o que não é legal. Se você estiver com dificuldades de se desligar do mundo isso pode ser um sinal de falta de interesse, portanto, refaça o seu plano de estudo para tornar essa atividade instigante e interessante.

Se manter longe das redes é um ótimo começo.

4. Se permita ter pausas

Não se cobre ao ponto de não ter pausas durante o estudo. A internet está repleta de histórias de superação de gente que “se matou” para chegar lá, mas também está cheia de histórias de pessoas que chegaram lá com saúde física e mental. As pausas são indispensáveis.

Se estiver com dificuldades em estabelecer essas pausas, conheça a técnica Pomodoro e aprenda a fazer das pausas algo necessário para a qualidade da sua produção. Nesse método, você determina um período de tempo de foco total e um período de tempo de descanso. Essa combinação de tempo de foco + tempo de descanso vai se repetindo até você cumprir as metas diárias. Aplicativos como o Forest e o Focus To-Do, podem te ajudar a manter o foco e ainda ajudar a evitar a vontade de mexer no celular durante o tempo de estudo.

5. Tenha boa noite de sono

Não dormir e virar noites estudando é nada produtivo. Pelo contrário, é outra forma de se autossabotar acreditando que está “recuperando o tempo perdido”. Sem um período adequado de sono, o seu corpo começa a se desgastar e a sua cabeça fica cada vez mais suscetível à ansiedade e ao Burnout, ou seja, quando a mente para de funcionar por exaustão.

Virar a noite estudando próximo do dia da prova é outro erro comum entre os estudantes, para não dizer de novo que é uma autossabotagem. Dormir é algo natural e essencial para o nosso corpo, logo é necessário para fixar em nossa memória o que já estudamos. Se estiver cansado, ao ponto de ter dores de cabeça, vai dormir, é o melhor que você faz para a sua produtividade, principalmente nos estudos.

6.  Conheça o seu melhor horário

Um planejamento mal organizado pode afetar na sua produtividade nos estudos e custar caro na hora da prova. Então, se você é mais produtivo à noite, considere isso. Caso prefira descansar antes de dormir, organize para se dedicar aos estudos quando levantar, por exemplo.

Caso precise incluir o trabalho, faça alguns testes. Veja se você consegue ser produtivo nos estudos antes do trabalho ou depois dele. Se você não fizer esses testes, possivelmente construirá um planejamento que não sairá do papel.

7. Use Apps de estudos

Alguns estudantes precisam de um “empurrãozinho” na hora de estudar. Considere usar apps de estudo caso você seja um deles. Existem diversos apps voltados para essa necessidade, alguns como o Estudeaqui, MindMeister, Stayfocusd e Evernote não vão te deixar se distrair facilmente além de tornar o estudo mais leve, mais tecnológico e mais produtivo.

8. Inclua os estudos em momentos de lazer

Muitos estudantes estão incluindo técnicas de aprendizagem no seu lazer, mas claro, só indicamos que faça isso se estiver realmente disposto e interessado. Você pode, por exemplo, colocar a legenda de uma série ou filme em inglês. Enquanto finalizamos aquela sessão incrível, aprendemos novas expressões. Além disso, você também pode escolher um tema que te interessa e começar a ouvir alguns podcasts ou acompanhar canais no YouTube que falem desse tema em inglês.

Outra coisa que você pode incluir na sua rotina e fazer nos momentos de lazer, é conversar em inglês. O bate-papo te ajuda a perder a timidez na hora de falar e também pode expandir o seu vocabulário. Se você não se sentir confortável para fazer isso com alguém da família ou algum amigo, você pode participar das nossas aulas de conversação. Aqui na Change temos mensalmente uma aula de conversação online e gratuita em que você pode participar mesmo se ainda não for nosso aluno. Para se inscrever nas nossas aulas de conversação é só clicar aqui e mandar uma mensagem pra gente!

Valorize e potencialize a sua carreira

Não esqueça do mais precioso: valorize a sua carreira. Se você estiver procurando por um curso de formação didática para professores de inglês, conheça o curso Cambridge TKT (Teaching Knowledge Test). Ele é composto por módulos independentes, com aulas online ao vivo. Este curso ajuda a aperfeiçoar a metodologia de ensino, além de prepará-lo para o exame de certificação do TKT. O curso é perfeito para quem já é professor e também para quem está começando nessa carreira. Para melhor aproveitamento das aulas, é importante que tenha, no mínimo, o nível B1 de proficiência.

Nos envie uma mensagem ou deixe um comentário!

Você gostou deste conteúdo? Então fique ligado no nosso blog e nas redes. Até breve.

Please follow and like us:
Pin Share
Instagram
LinkedIn
Share
YouTube
scroll top